Banner do topo

A Entidade

Fundado em 23 de setembro de 1942 por jornalistas, escritores e intelectuais que atuavam em jornais, revistas e editoras da época, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul foi criado, inicialmente, para defender os interesses da categoria, mas logo se firmou como uma das instituições mais importantes da sociedade gaúcha. O  Sindjors é uma entidade que esteve e está sempre integrado à sociedade rio-grandense na defesa da cidadania e dos direitos humanos, sendo partícipe da cultura produzida aqui no Estado e elemento decisivo nas lutas pela liberdade de imprensa e liberdade de expressão.

O Sindicato dos Jornalistas se envolveu nas grandes questões sociais e políticas, como defesa dos direitos humanos, identidade das minorias, combate à discriminação de todos os segmentos marginalizados, desempenhando um papel importante na redemocratização do país e na defesa dos direitos individuais e democráticos dos cidadãos. Hoje a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj), à qual o Sindicato está filiado, a OAB e a CNBB formam a tríade de grandes instituições que fazem a interlocução com os poderes na defesa da sociedade.

O Sindjors desempenha um papel importante com e nas universidades, contribuindo na discussão dos principais temas nacionais. Com reconhecido aporte no campo da ética, tornou-se um canal privilegiado de comunicação entre os cidadãos e os diversos segmentos sociais, de forma especial com o setor público, os empresários de toda ordem e a Academia, responsável pela formação dos futuros profissionais de ponta no país.

O Sindicato publica jornais, livros e um boletim eletrônico que serve de canal permanente de contato com seus associados. Edita uma página na internet que tem a visita de 55 mil internautas por mês e está na rede social na qual fomenta suas campanhas.

Participa e colabora com diversas publicações de interesse dos jornalistas e demais segmentos da sociedade, em parceria com a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e com os Cursos de Comunicação em atividade no Estado. Promove e apoia concursos e prêmios de jornalismo com o sentido de valorizar a profissão, o trabalho qualificado e a produção de uma interface com a sociedade. 

Tem como principal evento no seu calendário de atividades o Congresso Estadual dos Jornalistas, realizado de dois em dois anos. Também produz o Encontro Estadual de Jornalistas em Assessoria de Imprensa  realizado a cada dois anos e tem em sua programação de eventos a realização do Seminário O Negro na Mídia a Invisibilidade da Cor.

Durante todo o ano, também são produzidos workshops, seminários, palestras e encontros interdisciplinares em parceria com outras entidades, movimentos sociais e o segmento acadêmico. O Sindicato promove ainda cursos de atualização dos Jornalistas, como o curso de Português para jornalistas, nos quais são abordadas questões técnicas, teóricas e éticas.

No dia 21 de novembro de 1941, um grupo de jornalistas, de escritores e trabalhadores de jornais, revistas e editoras reuniu-se na antiga sede da Associação Riograndense de Imprensa - ARI, no segundo andar do Edifício Imperial, e fundou a Associação dos Trabalhadores em Empresas Jornalísticas no Rio Grande do Sul. Um ano depois, esta entidade de classe passou a ser conhecida como Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Porto Alegre. Somente em 1984 a entidade recebe o nome de Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul, atuando em todo o Estado, com exceção de Passo Fundo.

Em assembleia em Passo Fundo, em fevereiro de 2004, o Sindicato dos Jornalistas de Passo Fundo é extinto. Com isso, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul estende sua base territorial para todo o Estado. Filiado à Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT), conta com cerca de 7.000 associados, possui sede própria, localizada no centro de Porto Alegre (Rua dos Andradas, 1270, 13º andar) e 6 delegacias regionais em plena atividade (Vale do Sinos, Caxias do Sul, Santa Maria, Pelotas, Passo Fundo e Rio Grande).

Área de Atuação

O Sindicato atua e participa no Estado junto a empresas jornalísticas, universidades e outras entidades de classe - rádios comunitárias, sindicatos, ONGs. Possui na base grupos, segmentos organizados, que atuam em diferentes áreas, tais como o Núcleo de Ecojornalistas, Núcleo de Jornalistas Afro-brasileiros, Núcleo de Gênero e Diversidade, Núcleo de Aposentados e Núcleo de Jornalistas em Assessoria de Imprensa. Além do envolvimento e representação junto a entidades nacionais - Fenaj, Conselho Nacional de Comunicação, CUT – por meio de fóruns, campanhas, entre outros eventos relacionados à comunicação local, nacional e internacional.

Principais Públicos

A entidade tem como público os jornalistas profissionais, repórteres fotográficos, repórteres cinematográficos, diagramadores, ilustradores e chargistas e, também, universitários de Jornalismo no Rio Grande do Sul.

 

Notícias - Tags

2ª Jornada Literária 36º Congresso Estadual dos Jornalistas 63ª Feira do Livro de Porto Alegre aceg acordo coletivo Artigos assembleia assembleia legislativa audiência pública Brasileiros em Pauta Campanha de Negociação Coletiva 2014 Caxias do Sul chaparini cinebancários cinema comdim Comitê Gaúcho do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação comunicação Concursos Concurso TVE e FM Cultura Conferência Livre de Comunicação em Saúde congresso nacional dos jornalistas convênios corsan cultura curso de extensão cursos CUT cutrs debate delegacia regional delegado sindical diretas já EBC Edital eleição Eleição SINDJORS 2016 Encontro Gaúcho pelo Direito à Comunicação Entrevistas evento Exposição falecimento FENAJ Fernando Antônio Lemos Goulart FNDC formatura fotografia fundação piratini Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS) fundações fórum social das resistências greve geral imprensa I Seminário Estadual Saúde do Trabalhador jornalismo Jornalismo e o golpe na política Jornalismo na Mídia Juremir Machado da Silva, Denise Mantovani e Moisés Mendes Júlia Goulart livro machismo manifestações machistas matheus chaparini Michel Temer Moisés Mendes, Juremir Machado da Silva e Denise Mantovani mulher Mulheres Jornalistas Mídia Julgadora Notas Oficiais núcleo de aposentados ocupação palestra pec 241 pesquisa porto alegre previdência prêmio Prêmios Jornalismo racismo record reforma da previdência reforma trabalhista revolução russa rio grande Rádio Galera salário sartori seminário Serra Gaúcha sexismo sindbancários Sindicato sindicato de São Paulo sindicato Distrito Federal sindjors UCSTV Vagas de Emprego versão dos jornalistas violência violência policial

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir