Defesa Chaparini

Núcleo de Jornalistas em Assessoria de Comunicação

O Núcleo de Jornalistas em Assessoria de Comunicação (NJAC) do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul foi organizado no dia 21 de agosto de 2004, sob a coordenação das jornalistas Neusa Nunes e Márcia Camarano, contando com essencial apoio da jornalista Enir Grigol e dos jornalistas André Machado e Léo Nuñez e visando a congregar jornalistas que atuam em assessoria de comunicação. Quando da criação do Núcleo, estimava-se que 65% dos profissionais de Jornalismo atuavam em assessorias, percentual que cresceu expressivamente nos últimos anos.

Dentre as propostas de organização do Núcleo constaram iniciativas como a criação de um fórum permanente para discussão do exercício profissional, discussões sobre legislação, mercado de trabalho, relação profissional e ética jornalística, além da realização de cursos de aperfeiçoamento e qualificação, seminários e campanhas em defesa da profissão, entre outras realizações.

O NJAC também postulou a elaboração de uma cartilha do assessor de imprensa e a realização de estudos para subsidiar a modificação dos currículos das faculdades de Comunicação Social, que não contemplam a realidade do mercado. Nesse sentido, o NJAC defende a inserção da disciplina de Assessoria de Comunicação nos currículos dos cursos de Jornalismo.

No campo da atuação profissional, o Núcleo tem pautado suas ações pela defesa do diploma para o exercício da atividade de assessor de imprensa, pelo respeito à carga horária de cinco horas nas assessorias e pela qualificação dos profissionais que atuam no setor. Desde que foi instalado, o NJAC já viabilizou palestras e cursos de atualização, na capital e no interior do estado, proporcionando a jornalistas profissionais e estudantes de Jornalismo o contato com a experiência de nomes como José Antônio Meira da Rocha, Antônio Oliveira, Pedro Osório, Nikão Duarte, Rita Daudt e Ayrton Kanitz.

Em setembro de 2005, durante o XV Encontro Nacional de Jornalistas em Assessoria de Comunicação, realizado no Rio de Janeiro, a coordenação do NJAC defendeu a manutenção da luta pela criação do Conselho Federal de Jornalismo e pela valorização da profissão, aprofundando o debate sobre o conflito acerca da sobreposição de funções com os profissionais de Relações Públicas em assessoria de comunicação. A tese de autoria do jornalista Ludwig Larré, aprovada anteriormente no Encontro Estadual de Jornalistas em Assessoria de Comunicação do Rio Grande do Sul e defendida pela delegação gaúcha no evento do Rio de Janeiro, iria balisar o capítulo do Manual de Assessoria de Comunicação publicado pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) com a especificação das funções de jornalistas e relações públicas em assessoria de comunicação, conforme a legislação que regulamenta as duas profissões e estabelece as atribuições específicas e privativas de cada categoria.

Fotos de momentos do Núcleo de Jornalistas em Assessoria de Comunicação

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir