Defesa Chaparini

Diretoria da Fundação Piratini abre processo administrativo disciplinar contra jornalista

Quatro outros servidores foram envolvidos no caso Quatro outros servidores foram envolvidos no caso Foto: Douglas Roehrs / Sindjors

O presidente da Fundação Piratini, Orestes de Andrade Jr., solicitou a abertura de um Processo Administrativo Disciplinar (PAD) contra o jornalista Alexandre Leboutte da Fonseca. O pedido foi motivado após o servidor fazer um comentário em postagem do jornalista Juarez Fonseca, no dia 28 de março, sobre a extinção da Fundação e a demissão dos funcionários. Quatro colegas de trabalho que curtiram seu texto também foram incluídos no caso.

 

O PAD pode resultar em demissão por justa causa dos profissionais envolvidos. “A presidência está instalando um clima ainda maior de tensão, como se não bastasse a insegurança promovida pelo pacote de cortes de Sartori. Consideramos esse processo uma retaliação a servidores que estão lutando pela permanência da fundação”, afirma o presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS (SINDJORS), Milton Simas. “Com essa atitude, os representantes do governo ignoram o princípio básico de liberdade de expressão”, conclui.

 

Imprensa / Sindjors

Última modificação em Segunda, 17 Abril 2017 18:28

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir