Defesa Chaparini

Em reunião de mediação, PGE afirma que extinção das fundações não é uma questão econômica

Encontro ocorreu no TRT, na tarde desta terça-feira Encontro ocorreu no TRT, na tarde desta terça-feira Foto: Beto Azevedo / Sindjors

Na primeira reunião de mediação entre o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SINDJORS) e o governo do Estado, realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), nesta terça-feira, dia 6, a Procuradoria-Geral do Estado do RS (PGE) afirmou que a extinção de diversas fundações não é uma questão econômica.

 

O encontro teve o objetivo de discutir as demissões de servidores concursados da Fundação Piratini, que teve sua extinção aprovada em dezembro do ano passado, e foi requerido pelo governo após duas reuniões sem acordo.

 

Dois pontos acordados, nesta tarde, foram o pedido de novo encaminhamento de perguntas para o Estado e a inclusão dos radialistas na mesma roda de discussões. A decisão partiu do desembargador e mediador João Pedro Silvestrin. “A partir do acordo feito nesta reunião, de que nós vamos mandar perguntas ao Estado, desejamos que sejam apresentadas respostas objetivas”, ressalta o presidente do SINDJORS, Milton Simas.

 

O Sindicato tem até a próxima segunda-feira, dia 12, para entregar as perguntas ao TRT, que repassará para o governo. A reunião que seria realizada com os radialistas, no dia 13, foi suspensa em virtude da unificação das pautas.

 

A necessidade de negociação coletiva entre Estado e entidade de classe representante da categoria é resultado de ação judicial do SINDJORS, que, ao lado do Sindicato dos Radialistas, protocolou o pedido para tal ainda no fim de 2016.

 

Imprensa / Sindjors

Última modificação em Terça, 06 Junho 2017 18:05

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir