Defesa Chaparini

SINDJORS repudia violência policial na desapropriação da ocupação Lanceiros Negros

Brigada Militar usou bombas de efeito moral, spray de pimenta e gás lacrimogêneo Brigada Militar usou bombas de efeito moral, spray de pimenta e gás lacrimogêneo Foto: Guilherme Santos / Sul21

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SINDJORS) repudia com veemência a violência empregada pelas forças policiais do Executivo, na noite dessa quarta-feira, dia 14, contra cidadãos que lutam pelo direito à moradia e ocupavam um prédio abandonado de propriedade do governo do Estado no centro de Porto Alegre. Entre os moradores da Lanceiros Negros havia muitas mulheres e crianças, que tornaram-se alvos de uma ação truculenta da Brigada Militar.

 

O SINDJORS também registra seu firme protesto à brutalidade usada contra o deputado da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do RS, Jeferson Fernandes (PT), que foi agredido, algemado e preso ao tentar evitar a barbárie das forças armadas com a conivência do oficial de justiça.

 

O episódio promovido na calada da última noite representa, ao lado da prisão do jornalista Matheus Chaparini em pleno exercício profissional, e outros tantos casos, uma ameaça à democracia que os jornalistas gaúchos defendem.

 

Imprensa / Sindjors

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir