Defesa Chaparini

Grupo RBS descumpre acordo e Sindicato pede mediação da Superintendência do Trabalho

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SINDJORS) encaminhou um pedido de mediação à Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE-RS) após o Grupo RBS descumprir uma das cláusulas do acordo coletivo vigente e negar-se a dialogar com a entidade.

 

Desde abril, a empresa de comunicação não repassa o valor referente à taxa negocial. “Foi tomada uma decisão unilateral e a RBS se nega a conversar conosco. A situação fez com que o Sindicato entrasse em uma grave crise financeira”, lastima o presidente do SINDJORS, Milton Simas.

 

Conforme o acordo coletivo, que vigora até maio de 2018, fica assegurado o desconto de uma contribuição a título de taxa negocial, correspondente a três dias de salário, sendo meio dia a cada dois meses, em favor do sindicato da categoria. O desconto incide sobre os salários pagos aos jornalistas abrangidos pela Convenção Coletiva de Trabalho, nos termos do inciso IV do art. 8º da Constituição Federal e conforme fixado pela Assembleia Geral.

 

“O mais interessante é que isso vem de uma empresa que tem em seu Código de Ética uma passagem referente ao cumprimento de convenções coletivas. É um discurso que aparentemente está só no papel”, lembra Simas.

 

No documento, o Grupo RBS afirma que “cumpre estatutos, códigos de ética e princípios das entidades de classe das quais é participante formal e reconhece os sindicatos legalmente constituídos, respeitando a livre decisão de seus colaboradores sobre participação sindical, bem como as convenções coletivas”.

 

“É mais um ato feito para enfraquecer a entidade de classe. Entretanto, vamos lutar contra mais este golpe que busca acabar com a organização sindical”, enfatiza o presidente do SINDJORS.

 

Imprensa / Sindjors

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir