Banner do topo

Valores de referência para o licenciamento de obra jornalística

 

Os valores que constam nesta tabela de referência dizem respeito a tarefas básicas. Para a realização de trabalhos mais complexos – em maior volume, frequência ou que exijam o concurso de profissionais mais experientes e/ou especializados –, esses valores devem ser negociados.

Como obra intelectual, o fruto do trabalho jornalístico é protegido pela lei 9610/98 dos Direitos Autorais e sua contratação não pode ser confundida com a de uma prestação de serviço. Segundo a lei, sobre toda obra intelectual incidem direitos autorais, tanto patrimoniais quanto morais, e eles são inegociáveis e inalienáveis, restando indefinidamente associados ao próprio autor.

Já os direitos patrimoniais podem ser cedidos ou licenciados mediante o devido pagamento. O instrumento adequado, do ponto de vista jurídico, para autorizar a publicação da obra jornalística é o contrato de licenciamento de reprodução de obra, sobre o qual não incide o recolhimento do Imposto Sobre Serviços (ISS) ou qualquer contribuição ao INSS (Instrução Normativa SRF do INSS, 3/2005, Art. 72, inciso XXI). Sobre o bem móvel incide apenas o Imposto de Renda, cujo valor deve ser agregado ao líquido orçado.

Algumas atividades típicas de assessoria de Imprensa (reunião de briefing, planejamento, produção, relacionamento com a Imprensa e avaliação) não estão protegidas pela legislação dos Direitos Autorais por terem natureza jurídica de prestação de serviços. Portanto, para essas atividades o contrato de licenciamento de reprodução de obra não é o instrumento adequado. Já para os casos de elaboração de textos (releases, artigos etc.), fotos, ilustração, edição, revisão e diagramação, mesmo quando encomendados por assessorias de Imprensa, a forma adequada de contratação continua sendo a licença de utilização de obra intelectual.

Para que o profissional e o contratante tenham a devida proteção legal, recomenda-se que todo ato de solicitação e efetivação de obra intelectual seja feito por meio de documentos e contratos. Junto com esta tabela, apresentamos sugestões de modelos para tais contratos.

— Contrato de prestação de serviços de assessoria de imprensa

— Adendo Contratual

— Contrato de licença de reprodução de obra e recibo de pagamento de direitos autorais

— Encaminhamento de pauta

— Contrato de Locação de Equipamento

Outras informações ou esclarecimento de dúvidas podem ser obtidas com o Departamento Jurídico do Sindicato (51 3226-0664) ou com a APIJOR (www.autor.org.br).

 

Observações de caráter geral:

 

1 - Os valores expressos na tabela pressupõem uma única edição ou veiculação em mídia impressa, digital ou magnética. Os originais impressos em qualquer suporte, de qualquer trabalho, pertencem ao autor. A sua alienação ao contratante exige negociação específica e não está contemplada nos valores dessa tabela;

2 - As obras produzidas deverão ser entregues à empresa solicitante, acompanhadas do documento de Licença de Reprodução da Obra e do Recibo de Pagamento de Direitos Autorais, nos quais deverão estar perfeitamente discriminados o material e as condições de uso. Isso garantirá ao jornalista e ao contratante a cobertura da Lei 9610/98, sem o risco de futuros litígios;

3 - De acordo com o código de ética da profissão, o jornalista não poderá aceitar oferta de trabalho remunerado em desacordo com o piso da categoria ou esta tabela de preços;

4 - A tabela foi elaborada de comum acordo entre o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul e a Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Rio Grande do Sul (ARFOC-RS).

5 - Mais informações sobre Direitos Autorais no link Direito Autoral em nosso site ou no site - www.autor.org.br.

 

Tabela de serviços

 

Redação de texto para o impresso

 

Lauda (1200 toques com espaço)* = R$ 142,00

*Lauda padrão - referência à antiga lauda de papel para máquina de escrever com 20 linhas, 60 toques por linha. Acréscimo de 30% sobre o total de laudas em caso de reportagem com mais de três fontes. Se o trabalho exigir entrevistas com mais de dez fontes, o acréscimo será de 50% sobre o valor da matéria. Acréscimo de 50% nos trabalhos realizados aos sábados, domingos e feriados. Os custos de produção, bem como material de pesquisa, transporte, alimentação e telefone serão pagos separadamente, contra a apresentação de notas.

 

Prestação de serviços em house-organs, jornais de entidades e outras publicações:

Página tablóide - R$ 174,00

Página standard - R$ 232,00

Página eletrônica - R$ 296,00

Página revista - R$ 142,00

 

Planejamento editorial para veículo de comunicação impresso:

Página tablóide - R$ 514,00

Página standard - R$ 616,00

Página revista - R$ 384,00

 

Assessoria de Imprensa

 

Dia trabalhado com jornada de 5h: R$ 645,00

Inclui a organização de eventos e outras atividades em sua relação com a Imprensa. Prevê a divulgação de notas prévias, preparação de material de apoio, organização de coletivas e divulgação de deliberações de eventos ou atividades, além do serviço de reportagem contratada por dia ou por determinados períodos. Se a jornada de trabalho exceder as 5h – período estipulado por lei para o exercício da profissão –, para cada dia trabalhado deverá ser pago hora-extra conforme acordo coletivo de trabalho.

 

Para atendimento e cobertura em eventos e coletivas

R$ 398,00 de segunda-feira a sábado

R$ 590,00 aos domingos

 

Vídeo e TV

 

Câmera R$ 130,00 p/h com equipe

Edição R$ 131,00 p/h com equipe

Reportagem R$ 130,00 p/h

Produção R$ 130,00 p/h

Roteiro 20% do custo total do trabalho

 

Diagramação

 

Página diagramada

Tablóide - R$ 135,00

Standard - R$ 163,00

Revista - R$ 163,00

 

Planejamento gráfico

Tablóide - R$ 595,00

Standard - R$ 721,00

Revista - R$ 439,00

Esses trabalhos correspondem à diagramação de jornal já em circulação, com o acompanhamento do editor, durante a diagramação ou com as páginas devidamente editadas com títulos, legendas, olhos etc. Não é tarefa do diagramador editar redacionalmente. Para diagramação de revista p/b ou colorida o preço deve ser especial, dependendo da natureza do trabalho. Nas páginas onde se tenha que diagramar gráficos, tabelas e outros, haverá um acréscimo de 25% do valor cobrado por página diagramada. O preço do trabalho deverá ser calculado pelo número de páginas da edição. Sendo assim, anúncios de página inteira ou qualquer outro tamanho e forma serão considerados como página comum.

 

Ilustração

 

Capa R$ 564,00

P/B R$ 357,00

Cor R$ 453,00

Vinheta P/B R$ 226,00

Cartum P/B R$ 676,00

Charge P/B R$ 676,00

Observação - acrescentar 20% para cor

 

Fotojornalismo

 

O Sindicato dos Jornalistas do RS, em reunião com a ARFOC/RS, estabeleceu a atualização dos honorários referentes aos trabalhos dos repórteres-fotográficos e cinematográficos no Estado.

 

Editorial

Saída de 3h – R$ 565,00

Diária de 5h – R$ 901,00

Diária viagem – R$ 1.549,00

 

Institucional

Saída de 3h – R$ 874,00

Diária de 5h – R$ 1.388,00

Diária viagem – R$ 2.354,00

 

Venda de fotos para utilização jornalística

 

Editorial

Jornal – miolo: R$ 165,00

Jornal – capa: R$ 619,00

Revista – miolo: R$ 283,00

Revista – capa: R$ 1.127,00

Site – miolo: R$ 165,00

 

Institucional

Jornal – miolo: R$ 238,00

Jornal – capa: R$ 857,00

Revista – miolo: R$ 434,00

Revista – capa: R$ 1.449,00

Site – miolo: R$ 289,00

 

Tratamento/edição/transmissão de arquivos digitais

Escaneamento por imagem R$ 26,00

Tratamento por imagem R$ 26,00

Transmissão por imagem R$ 26,00

 

Observações

1 - Uma saída compreende a realização de trabalho único e local específico, no prazo máximo de 3h, computadas a partir da saída da redação.

2 - Uma jornada compreende a realização de trabalho único e local específico, no prazo máximo de 5h, computadas a partir da saída da redação.

3 - Um plantão compreende a realização de um trabalho em um período de, no máximo, 7h contínuas. Deslocamento do local específico para complementação de matéria, mesmo dentro das 3h, é considerado como saída.

4 - As fotos vinculadas à reportagem publicadas na primeira página dos jornais terão como pagamento adicional R$ 439,00. As publicadas em capa de revista, R$ 1.083,00.

5 - Ultrapassadas as 5h consideradas de trabalho normal, será cobrado R$ 193,00 ou fração - hora de trabalho mais 20%, segundo mínimo estabelecido pela CLT.

6 - Produção, filmes, revelação, contato, cópias, transporte, hospedagem, alimentação, seguro de vida e credenciamento para execução das reportagens fica por conta do cliente.

7 - Acréscimo de 50% nas reportagens

I - realizadas aos sábados, domingos e feriados - no período entre 21h e 6h - no exercício da função de laboratorista - revelação ou ampliação, ou operador de telefoto - dupla função.

8 - Trabalhos publicados sem crédito junto à foto, multa de 50% sobre seu valor, conforme lei 9610 de 19/02/98.

9 - Para garantia dos direitos autorais deve ser usado como comprovante de pagamento o contrato de licença de reprodução de obra no congresso de Guarapari - ES.

10 - Foto de arquivo - negociação direta, tendo como valor mínimo R$ 344,00.

Notícias - Tags

2ª Jornada Literária 36º Congresso Estadual dos Jornalistas 63ª Feira do Livro de Porto Alegre aceg acordo coletivo Artigos assembleia assembleia legislativa audiência pública Brasileiros em Pauta Campanha de Negociação Coletiva 2014 Caxias do Sul chaparini cinebancários cinema comdim Comitê Gaúcho do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação comunicação Concursos Concurso TVE e FM Cultura Conferência Livre de Comunicação em Saúde congresso nacional dos jornalistas convênios corsan cultura curso de extensão cursos CUT cutrs debate delegacia regional delegado sindical diretas já EBC Edital eleição Eleição SINDJORS 2016 Encontro Gaúcho pelo Direito à Comunicação Entrevistas evento Exposição falecimento FENAJ Fernando Antônio Lemos Goulart FNDC formatura fotografia fundação piratini Fundação Universidade de Caxias do Sul (FUCS) fundações fórum social das resistências greve geral imprensa I Seminário Estadual Saúde do Trabalhador jornalismo Jornalismo e o golpe na política Jornalismo na Mídia Juremir Machado da Silva, Denise Mantovani e Moisés Mendes Júlia Goulart livro machismo manifestações machistas matheus chaparini Michel Temer Moisés Mendes, Juremir Machado da Silva e Denise Mantovani mulher Mulheres Jornalistas Mídia Julgadora Notas Oficiais núcleo de aposentados ocupação palestra pec 241 pesquisa porto alegre previdência prêmio Prêmios Jornalismo racismo record reforma da previdência reforma trabalhista revolução russa rio grande Rádio Galera salário sartori seminário Serra Gaúcha sexismo sindbancários Sindicato sindicato de São Paulo sindicato Distrito Federal sindjors UCSTV Vagas de Emprego versão dos jornalistas violência violência policial

Imposto Sindical - GRCSU

 

Mensalidades do Sócio - Pagamento de Mensalidade SINDJORS

Subir