-->

Detalhes Notícia


Ruas diz que investigação sobre ameaças a diretor do SINDJORS está avançada

O deputado Pedro Ruas (Psol), avaliou como muito positiva a reunião com o delegado Vitor Carnaúba, da 1ª Delegacia de Polícia de Caxias do Sul, na tarde desta segunda-feira (07/05), onde foi buscar informações sobre o andamento das investigações envolvendo denúncias de ameaças sofridas pelo jornalista Roberto Carlos Dias. O parlamentar solicitou a reunião, na condição de integrante da Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) da Assembleia Legislativa, onde o fato foi denunciado no começo do mês de abril.

Roberto Carlos mora e atua como jornalista em Caxias e é diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul. Após fazer uma postagem com opinião logo após o brutal assassinato de uma menina, dizendo que “não adianta lamentar a morte de uma criança por estupro e apoiar Bolsonaro”, foi ameaçado através do facebook, por grupos identificados como seguidores ou defensores das ideias desse deputado federal. Além de ameaças virtuais ele foi perseguido em um restaurante e só não apanhou porque o dono do estabelecimento pediu que um dos agressores fosse embora do local. Vários amigos virtuais, do agressor que foi ao restaurante para ameaçar, humilhar Roberto Carlos, fizeram ameaças até de morte contra o jornalista que deu queixa na delegacia e procurou a CCDH da Assembleia.

Conforme Ruas, o delegado informou que todos os envolvidos identificados estão sendo ouvidos e que dois indiciamentos já foram configurados: por difamação, o que foi feito através das mídias sociais e a ameaça de agressão consumada. “Vi que a investigação está muito bem encaminhada, o delegado trabalha com serenidade. Isso é muito importante, porque essa direita agressiva que não aceita opiniões –um direito assegurado para qualquer cidadão e ainda mais para um jornalista – precisa saber que existem leis e que poderá ser enquadrada”, afirmou Ruas. Ele reforçou que a Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) está atenta e que, ainda nesta semana, irá ao Ministério Público para debater tema tão significativo, que é o direito de opinião e de manifestação.

Fonte: Assessoria de Imprensa Deputado Pedro Ruas

Cadastrada em 07/05/2018