Detalhes Notícia


Sindicato convoca jornalistas para avaliar a nova proposta da patronal

Após a quinta rodada de negociações, ocorrida nesta quarta, dia 19, o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SINDJORS) chama os colegas para nova assembleia em 29 de setembro, às 10h, na sede da entidade, para avaliação da proposta final apresentada pela patronal para o acordo coletivo de 2018.  De diferentes redações chegaram relatos de colegas que vestiram preto durante o dia como forma de protesto para conseguir avanços na mesa de negociação.

 

Entre os pontos discutidos neste encontro, os jornalistas obtiveram avanços em algumas das cláusulas que foram definidas pela categoria como prioritárias. A patronal aceitou retirar da proposta itens como a Participação nos Lucros ou Resultados (PLR), o banco de horas, os feriados trabalhados, o repouso remunerado e o sobreaviso. Alguns ajustes, como as férias, estarão dentro da nova convenção coletiva respeitando as adequações já existentes com a reforma trabalhista.

 

A redação da cláusula vigésima primeira, sobre o auxílio creche, ficou definida com a manutenção do item 21.2, onde consta que: “As presentes condições acordadas são estendidas aos empregados jornalistas do sexo masculino com comprovada guarda legal dos filhos”. Assim contempla a solicitação dos trabalhadores do sexo masculino de poderem utilizar este benefício oferecido pela patronal.

 

Em contrapartida ficou firmado o compromisso com o Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão e com o Sindicato Empresas Proprietárias Jornais e Revistas de marcar uma reunião específica do Grupo RBS e o SINDJORS para chegar a um acordo sobre feriados e repousos.

 

Também ficou sinalizado um avanço na questão financeira com um reajuste de 2% para os pisos e o INPC para os demais vencimentos. “Trata-se de uma última proposta. Salientamos para a mesa que os jornalistas estão já há alguns anos sem ganhos reais nas negociações coletivas. Mesmo assim a patronal frisou que qualquer índice maior colocará as empresas em uma situação financeira delicada podendo comprometer a manutenção dos empregos”, informa o presidente do SINDJORS, Milton Simas. Também estavam na reunião a vice-presidenta Laura Santos Rocha, o diretor Beto Azevedo e o assessor jurídico Antônio Carlos Porto.

 

 

Fonte: Imprensa/SINDJORS

Tags: avaliação da proposta final apresentada pela patronal para o acordo coletivo de 2018 - Grupo RBS - o banco de horas - o repouso remunerado e o sobreaviso - os feriados trabalhados - Participação nos Lucros ou Resultados (PLR) - Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão e com o Sindicato Empresas Proprietárias Jornais e Revistas - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (SINDJORS)
Cadastrada em 28/09/2018