-->

Detalhes Notícia


Em reunião de mediação no TRT4, patronal concede aumento real para os demais vencimentos

O Tribunal Regional do Trabalho 4ª Região (TRT4) recebeu na tarde desta segunda-feira, dia 25, representantes do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS) e das entidades patronais (Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul e Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do RS) para uma reunião de mediação referente ao acordo coletivo 2018/2019. Depois de duas horas de um encontro – no qual participaram o presidente, Milton Simas, a vice-presidenta, Laura Santos Rocha e diversos dirigentes do sindicato e jornalistas de empresas jornalísticas, além do advogado da entidade, Antonio Carlos Porto –, saiu uma proposta que será apreciada em assembleia neste sábado, dia 1º, a partir das 10h, na sede.

 

A patronal pagará, desde que aprovado pela categoria, um reajuste de 2% para todos os vencimentos, com exceção aos hipersuficientes, sendo 1,76% sobre os salários de julho de 2018 e 0,24% no mês de janeiro de 2019. Os valores referentes ao retroativo serão pagos também a partir de janeiro, parcelados em quatro vezes. O auxílio-creche, uma cláusula com bastante discussão, terá um reajuste de 3%.

 

“Desde já faço um convite para os colegas participarem e manifestarem sua posição com relação ao que foi apresentado na mediação”, convoca o presidente do SINDJORS, Milton Simas. O resultado da assembleia será levado para conhecimento do TRT4 na próxima segunda, dia 3, às 17h, quando as entidades voltarão a manter uma reunião.

 

Foto: Cláudio Fachel/divulgação

 

Fonte: Imprensa/SINDJORS

Tags: entidades patronais - mediação no TRT4 - Milton Simas - presidente do SINDJORS - Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão no Estado do Rio Grande do Sul e Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas do RS - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS)
Cadastrada em 26/11/2018