Detalhes Notícia


Sindicato e Grupo RBS se reunirão no dia 7 para seguir debate sobre contribuição cancelada

A mediação sobre a contribuição cancelada pela RBS, realizada na manhã de terça-feira, dia 28, na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE), definiu por nova reunião entre o Sindicato dos Jornalistas do Estado e o Grupo Jornalístico para o próximo dia 7, às 10h, no escritório Direito Social, que presta assessoria jurídica ao Sindjors.

O Sindicato exige o cumprimento da cláusula 42º do acordo coletivo de trabalho, que prevê o desconto de três dias de salário, sendo meio dia a cada dois meses, em favor da entidade.

“A ação junto à SRTE foi necessária uma vez que Grupo RBS descumpriu, já em abril, a cláusula do acordo vigente até maio de 2018, assim como não abriu o diálogo e nem comunicou de sua decisão”, informa o presidente Milton Simas. “Queremos simplesmente o cumprimento do que foi acertado na mesa de negociação. Se as outras empresas de comunicação estão respeitando, não tem motivo para o Grupo RBS ser o único a descumprir o que está assinado por todos”, acrescenta o dirigente. O montante não repassado, desde abril, supera os R$ 160 mil.

Conforme o acordo coletivo, fica assegurado o desconto de uma contribuição a título de taxa negocial, correspondente a três dias de salário, sendo meio dia a cada dois meses, em favor do sindicato da categoria. O desconto incide sobre os salários pagos aos jornalistas abrangidos pela Convenção Coletiva de Trabalho, nos termos do inciso IV do art. 8º da Constituição Federal e conforme fixado pela Assembleia Geral.

Além do presidente Milton Simas, participaram da mediação Antônio Carlos Porto Junior, assessor jurídico do Sindicato, Cláudio Massetti Neto, do Grupo RBS, e Ary dos Santos, do Sindicato das Empresas de Rádio e Televisão do Estado do Rio Grande do Sul.

Fonte: Sinjors

Cadastrada em 30/11/2017