-->

Detalhes Notícia


Manifesto da Frente em Defesa das Profissões integra os registros da Assembleia

Foto: André Lisbôa/Agência AL-RS

O Manifesto em Defesa das Profissões Contra a Medida Provisória 905/2019 está inscrito nos registros do Legislativo gaúcho a pedido do vice líder do PT na Assembleia Legislativa, deputado Pepe Vargas. Para o deputado, o manifesto, de maneira muito correta, vem denunciar que essa medida não resolverá o problema do emprego no país. Segundo ele, na esteira da MP, ao revogar a obrigatoriedade do registro profissional de 14 profissões, o governo Bolsonaro tira a proteção dos seus direitos, além de reduzir a massa salarial, a renda das famílias brasileiras e entravar o desenvolvimento econômico do país.

 

Ao ocupar o espaço da Tribuna Popular da sessão ordinária nesta quinta-feira (06/02), falando em nome da Frente de Sindicatos Integrados em Defesa das Profissões, a presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul (Sindjors). Vera Daisy Barcellos repudiou a aplicação da MP, criada pelo governo federal em novembro de 2019.

 

De acordo com Vera Daisy, as medidas apresentadas pelo governo federal são irresponsáveis, pois permitem o exercício de profissões por pessoas não habilitadas. “Por todas as perdas a MP é inadmissível e antes de tudo inaceitável por ser inconstitucional”, afirmou.

 

O deputado Zé Nunes (PT), vice-presidente da Assembleia Legislativa criticou a Medida Provisória 905/19, do governo federal, que criou o Programa Verde e Amarelo, que precariza o mundo do trabalho, colocando fim à necessidade de registro profissional para 14 profissões. “A medida contraria os trabalhadores, atingindo-os frontalmente”, declarou.

 

Na ocasião, estiveram presentes na AL-RS o 1º Tesoureiro, Milton Siles Simas Júnior, a 2ª Tesoureira, Silvia Fernandes, e os diretores Eliane Teresinha de Souza Silveira, Jeanice Dias Ramos, Katia Cilene Marko Andreuchtti, Márcia Fernanda Peçanha Martins, Neusa Maria Bongiovanni Ribeiro, Rosa Maria Pitsch e Rubem Pires Junior. Representando a Associação Riograndense de Imprensa (ARI) compareceram os jornalistas Mário Rocha e Tamara Pereira e pelo Sindicato dos Sociólogos, Salvatore Santagada.

 

Tags: AL-RS - Assembleia Legislativa - Manifesto - MP905 - Registros - SINDJORS - Tribuna Popular
Cadastrada em 06/02/2020