Detalhes Notícia


NOTA DE SOLIDARIEDADE: Sindjors repudia demissões em massa e manifesta solidariedade aos colegas Jornalistas

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (Sindjors) manifesta solidariedade aos mais de 20 colegas (empresa não confirma o número exato) do Grupo RBS demitidos nesta sexta-feira (24/4) e repudia a decisão das empresas de comunicação de promover demissão em massa de Jornalistas em um período de pandemia em que o trabalho dos profissionais Jornalistas se faz essencial. Período em que é necessário também empreender todos os esforços para manutenção de emprego e renda em nossa sociedade.

 

A presidenta do Sindicato, Vera Daisy Barcellos, fez contato com a empresa para abertura de processo de negociação que pudesse reverter o quadro de demissões, o que foi negado pela direção executiva do Grupo RBS. O Sindjors está à disposição para acompanhar a homologação da rescisão dos Jornalistas, defendendo os direitos assegurados no acordo coletivo.

 

Estamos alertas aos riscos e perdas impostos pela Medida Provisória 936/20 aos Jornalistas. Além do Grupo RBS estão ocorrendo demissões em veículos do interior do Estado e de igual forma o Sindjors e sua assessoria jurídica buscam interceder, estabelecer negociação ou acompanhar a homologação das rescisões.

 

Com o propósito de evitar danos maiores à categoria, agilizamos a homologação do Acordo Coletivo Emergencial CoVID-19, que já está em vigor, e do Acordo Coletivo 2020/2021, que vigora a partir de 1º de junho.

 

#JornalistasSalvamVidas
#ValorizeOJornalista

 

Fonte:  Imprensa Sindjors

 

 

Cadastrada em 24/04/2020