Detalhes Notícia


Sindjors promove oficina de combate ao estresse para jornalistas

Na próxima segunda-feira, 14 de dezembro, a partir das 19h, o Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do RS (Sindjors) oferece à categoria uma oficina com a jornalista e terapeuta ericksoniana Mônica Cabañas. O objetivo da oficina é dar aos profissionais ferramentas que possam ser usadas sempre que necessário para controlar o nível de estresse nesse momento de pandemia mundial e crise do mercado de trabalho.

 

Em pesquisa realizada pela jornalista e terapeuta, com profissionais de todo o país, foi observado que 78% dos jornalistas apontaram o estresse como o principal problema na cobertura da pandemia. A partir dessa informação, Cabañas direcionou a oficina para trabalhar essa questão, tendo já sido aplicada a jornalistas no RS, Tocantins, Rondônia e Amazonas, para os jornalistas da empresa Mundo Autista de Minas Gerais e para a Associação de Diplomáticos do México.

 

“O objetivo é dar técnicas para que as pessoas se auto-apliquem e acionem elas mesmas, nas suas casas, nos seus trabalhos, onde elas estiverem para terem maior qualidade de vida, para terem uma vida saudável e feliz. A preocupação é com o indivíduo jornalista nestes tempos em que enfrentamos a pandemia da Covid-19. Quanto mais saudáveis, mais tranquilos, apesar desse ambiente da pandemia, com mais informação e mais técnicas, mais fácil será termos o nosso sistema imunológico elevado e possamos estar tranquilos para exercer o nosso ofício e nossa vida pessoal da melhor maneira possível”, argumenta Cabañas.

 

PÚBLICO-ALVO

O público-alvo, mas não exclusivo, desta edição da oficina de combate ao estresse são os jornalistas do interior gaúcho e os de Porto Alegre que não puderam participar da edição anterior. Segundo Cabañas, o estresse não é todo negativo. Quando ficamos estressados é uma reação do corpo a algum perigo emocional ou físico, um alerta. O estresse se torna um problema quando perdemos o controle sobre ele e ao período de tempo que permanecemos sob seus efeitos nocivos, mudando hábitos e perdendo qualidade de vida.

 

Mônica Cabañas é jornalista, escritora, terapeuta ericksoniana e atualmente cursa o doutorado em Desenvolvimento Integral e Consciente de Organizações e Grupos do Centro Ericksoniano do México (CEM). Reside no México, mas já morou na França e na Suíça. Pesquisadora de temas como: “Alimentação emocional” e “Os animais como suporte emocional” e “A natureza como fonte de bem estar”. Autora ou coautora de oito livros, sendo o último infantil “As aventuras de Nico e Frida”, que está disponível em quatro idiomas: inglês, português, espanhol e francês. Possui três mestrados (dois no México e um na Espanha), um MBA, uma Especialização em Teoria do Jornalismo e Comunicação de Massas pela PUC-RS. Trabalhou mais de 33 anos com proteção social, acordos internacionais, atuando em governos e organismos internacionais em diferentes países.

 

SERVIÇO
O que: Oficina para apoiar jornalistas a enfrentar crises, combater estresse e contingências
Quando: 14/12 às 19h
Para quem: jornalistas gaúchos
Inscrições gratuitas: secretaria@jornalistasrs.org

 

Texto: Niara de Oliveira/ Delegada Regional Sindjors Pelotas/RS

 

 

Tags: jornalismo - jornalistas - Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do RS (Sindjors) - terapeuta ericksoniana Mônica Cabañas
Cadastrada em 10/12/2020


Clicando em "Aceito todos os Cookies", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.