Detalhes Notícia


RS se despede do chargista e cartunista Tacho

Gaúcho de São Leopoldo, Gilmar Luiz Tatsch, o Tacho (21/06/1959 – 09/02/2021), lutava contra um câncer de fígado há cerca de quatro anos. Ele morreu nesta terça-feira (09/02), pela manhã, no Hospital Regina, de Novo Hamburgo, onde estava internado desde o dia 06.

 

Tacho era irreverente, sua inquietude, sensibilidade, senso de oportunidade, bom humor e inteligência fazem parte de cada texto e traçado único em 30 anos de carreira. Parte dessa arte pode ser conferida no Almanaque do Tacho – textos & traços, da editora Sinopsys. Ele foi chargista nos jornais NH, VS, Diário de Canoas, Jornal de Gramado, Diário de Gravataí e Diário de Cachoeirinha, do Grupo Sinos, além do jornal Correio do Povo. Profissional destacado, em 2015 recebeu o prêmio Direitos Humanos de Jornalismo, promovido pelo Movimento de Justiça e Direitos Humanos do Rio Grande do Sul e OAB. Suas charges e outros trabalhos gráficos lhe renderam 21 prêmios da Associação Rio-Grandense de Imprensa – ARI.

 

Tacho será velado das 20h desta terça, na Capela 3, do Crematório e Cemitério Ecumênico Cristo Rei, em São Leopoldo, até às 9h de quarta-feira, quando acontece o enterro. Gilmar Luiz Tatsch deixa a esposa Nara e a filha Helena.

 

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS – Sindjors lamenta a prematura partida de Tacho e se coloca ao lado dos familiares, neste momento de profunda tristeza.

 

Texto: Carla Seabra/Imprensa Sindjors

 

Tags: Gilmar Luiz Tatsch - jornalismo - jornalistas - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul - SINDJORS - Tacho
Cadastrada em 09/02/2021