Detalhes Notícia


Nota de repúdio

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (Sindjors) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) denunciam e repudiam a intimidação e a tentativa de cerceamento ao trabalho da jornalista Mariana Bond, ocorrido no último dia 29 de março.

 

A profissional, que trabalha no jornal Correio do Pampa, de Santana do Livramento, foi agredida verbalmente, em via pública, por estar acompanhando uma denúncia de irregularidade, na Secretaria de Assistência e Inclusão Social, realizando a cobertura do fato.

 

O Sindjors e a Fenaj entendem que todo o cidadão tem o direito de se manifestar livremente, porém não pode admitir que jornalistas que atuam para melhor esclarecer e informar a população se tornem alvos de qualquer grau de intimidação, violência ou do cerceamento ao seu trabalho.

 

A liberdade de imprensa e a liberdade de expressão são pilares da democracia e o papel dos jornalistas é fundamental para a garantia do Estado Democrático de Direito. É necessário apoio incondicional aos e às profissionais da comunicação, como Mariana Bond, para que eles e elas possam cumprir sua função de informar à sociedade, sem correr o risco de serem agredidos verbal, física ou moralmente.

 

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS – Sindjors

Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj

 

Tags: Federação Internacional dos Jornalistas - Federação Nacional dos Jornalistas - FENAJ - FIJ - jornal Correio do Pampa - jornalismo - jornalista Mariana Bond - jornalistas - Santana do Livramento - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS - SINDJORS
Cadastrada em 05/04/2021