Detalhes Notícia


Março é mês de luta e de reflexão das mulheres

 

Hoje, é mais um dia de luta e de resistência para as mulheres. O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul conclama todas e todos para refletir. O 8 de março, Dia Internacional da Mulher, não é uma data de comemoração. Apesar dos avanços do movimento feminista, ainda são necessárias muitas conquistas. As mulheres representam 51,48% da população brasileira, ocupam 44% das vagas do mercado de trabalho e respondem pelo sustento da família em 37,3% dos lares. Mas ainda recebem salários inferiores aos homens, ocupam menos cargos de chefia, representam a maioria somente em funções de menor valor, são vítimas de assédio moral, sexual e violência no local de trabalho e têm dupla ou tripla jornada de trabalho. E, principalmente, serão as mais prejudicadas com a reforma trabalhista.

 

Alguns dados ainda são alarmantes. As jornalistas brasileiras são majoritariamente mulheres brancas, solteiras, com até 30 anos. O valor da aposentadoria recebido por elas é, em média, 32% menos que o deles. Elas recebem, em média, 13% a menos que eles no mercado de trabalho, e quanto mais escolarizadas, maiores as diferenças. Poucas mulheres ocupam cargo eletivo no Brasil. O Brasil ocupa a 3º pior posição entre os países do continente americano.

 

Por isto este mês de março deve ser marcado pela reflexão. Como mais um período de luta e resistência contra os ataques e os retrocessos sistemáticos aos direitos sociais e trabalhistas que atingem, principalmente, as mulheres. Precisamos também unir forças. Recarregar energias. E mostrar que nós, jornalistas, também estamos preocupadas com a defesa das nossas conquistas. Mais do que comemorar precisamos lutar.

 

Para poder trocar experiências e sensibilizar a alma neste complexo momento, convidamos todas e todos para assistir ao show de voz e violão com Daisy Folly. O evento ocorre hoje no Restaurante e Bar JUSTO, às 18h30. Com mais de 30 anos de carreira tocando em bares de Porto Alegre e de Florianópolis, a cantora prepara para esta atividade um repertório com belas canções de compositoras e intérpretes.

 

Fonte: Imprensa/SINDJORS

Cadastrada em 08/03/2018