Detalhes Notícia


No próximo dia 30, ocorre a quinta mesa de negociações com a patronal

Depois de tentar reduzir ainda mais os salários dos profissionais do interior, em sua última proposta, na reunião de 23/06, os representantes do Sindijore RS e do SindRádio voltaram atrás e aceitaram que o reajuste dos salários para jornalistas da Capital e do Interior permanecessem no mesmo patamar. A patronal oferecia 15% a menos de reajuste ao interior, que já é onerado com um Piso 15% mais baixo e salários nominais de R$ 4 mil para Capital e R$ 3.400,00 para o Interior.

 

A CONTRAPROPOSTA, apresentada, ontem, pelos diretores do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do RS (Sindjors), foi:

 

PISO SALARIAL: 100% do INPC para quem recebe o piso como salário-base em duas parcelas – 60% em 1º de Junho de 2021 e 40% em 1º de Janeiro de 2022;

 

REAJUSTE SALARIAL:
a) 100% para quem recebe do piso até o teto do INSS (R$ 6.433,57) como salário-base: (50% em 1º de Junho de 2021 e 50% em 1º de Janeiro de 2022);

 

b) 80% para quem recebe acima do teto do INSS como salário-base (40% em 1º de junho de 2021 e 40% em 1º de janeiro de 2022).

 

A direção do Sindjors continuará lutando para a manutenção das cláusulas sociais já conquistadas, como o Tíquete-Refeição e o Auxílio Creche, mas tem como meta avanços com relação ao Teletrabalho. No próximo dia 30 de junho, vai ocorrer a quinta mesa de negociações entre os sindicatos, quando o Sindjors apresenta nova contraproposta.

 

JUNTOS SOMOS FORTES. JUNTOS SOMOS MAIS!

 

Texto: Rosa Pitsch/Diretoria Sindjors

 

 

Tags: Federação Internacional dos Jornalistas - Federação Nacional dos Jornalistas - FENAJ - FIJ - jornalismo - jornalistas - Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS - SINDJORS
Cadastrada em 24/06/2021


Clicando em "Aceito todos os Cookies", você concorda com o armazenamento de cookies no seu dispositivo para melhorar a experiência e navegação no site.