Detalhes Notícia


SINDJORS repudia perseguição e ameaças a integrante de sua diretoria

O SINDJORS encaminhou na tarde desta quarta-feira, dia 28, uma denúncia de ameaças e intimidações que um integrante de sua diretoria tem recebido por parte de representantes da extrema direita. O caso foi protocolado junto à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. “A situação é extremamente grave, assim como coloca em risco a integridade física e de seus familiares”, avalia o presidente Milton Simas.

O jornalista, que integra a direção do SINDJORS, registrou ocorrência policial e denunciou aos órgãos a perseguição que vem sofrendo, após postar, em sua conta pessoal no facebook, posição contrária às manifestações de extrema direita que fomentam a onda de ódio e intolerância que cresce no país. Episódios de agressões presenciais e nas redes sociais têm preocupado o colega e a direção do SINDJORS, que exigem providências das autoridades constituídas para preservar o estado constitucional do direito e do livre exercício da democracia em nossa sociedade.

A diretoria do SINDJORS repudia toda a forma de ataques e ameaças que ferem a liberdade de expressão, de opinião e de pensamento. O clima de ódio que toma conta do país tem direcionado para uma situação de violência ao extremo com o nítido interesse de silenciar e calar quem pensa diferente.

 

Fonte: Imprensa/SINDJORS

Cadastrada em 28/03/2018