-->

Detalhes Notícia


Jornalista ameaçado depõe na Assembleia Legislativa

Foto: Ronaldo Quadrado

O depoimento do jornalista Roberto Carlos Dias, diretor do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul (SINDJORS), à Comissão de Cidadania e Direitos Humanos (CCDH) da Assembleia Legislativa está previsto para quarta-feira (dia 18), a partir das 9h, na Sala da Convergência Deputado Adão Pretto, no térreo do Palácio Farroupilha.  A manifestação  do jornalista (terceiro, E, na fotografia acima recebendo o apoio de integrantes da diretoria) foi assegurada após reunião do presidente do Sindicato, Milton Simas, com o presidente da CCDH da AL, Jeferson Fernandes, no dia 4 de abril.

O depoimento estava marcado para o dia 11 de abril, mas por falta de quórum mínimo de deputados (eram necessários três), não foi possível abrir a reunião até o horário máximo de 9h15min, como estabelece o regimento interno da Casa Legislativa.

O SINDJORS formalizou a denúncia ao presidente da CCDH diante das ameaças e intimidações que Roberto Carlos tem recebido por parte de representantes da extrema direita em Caxias do Sul. O jornalista registrou o caso à Polícia Civil. A perseguição se iniciou após ele postar, em sua conta pessoal no Facebook, posição contrária às manifestações de extrema direita que fomentam a onda de ódio e intolerância que cresce no país.

Os ataques às opiniões do profissional extrapolaram as redes sociais e ganharam as ruas, com agressões presenciais e ameaças de espancamento. Os episódios recorrentes de agressões e o tom das ameaças têm preocupado a direção da entidade, que exige providências das autoridades constituídas para preservar o estado constitucional do direito e do livre exercício da democracia em nossa sociedade, bem como a integridade física do jornalista e de seus familiares.

Fonte: Imprensa/SINDJORS

Cadastrada em 14/04/2018